rotina de backup

Rotina de backup: qual a importância e como defini-la?

Powered by Rock Convert

Uma rotina de backup é uma estratégia de armazenamento constante de arquivos para garantir a continuidade dos negócios em situações críticas. Ataques, como os ransomwares, DDoS e desastres naturais são alguns dos principais motivos pelos quais uma empresa pode precisar recorrer a um backup.

As cópias de segurança representam uma maneira de proteger dados comerciais de hackers, funcionários mal intencionados, inundações e incêndios, entre outros desafios que aparecem pelo caminho.

Ter uma rotina de backup estruturada é o que assegura rápida e bem-sucedida recuperação de desastres para a sua corporação. Afinal, existem várias maneiras de perder dados, mas apenas uma de mantê-los seguros. Continue lendo e saiba mais!

Defina a rotina de backup de dados

A delimitação da rotina de backup de dados consiste no primeiro e mais importante passo da jornada. Para garantir que a sua empresa não seja pega de surpresa nem sofra com a perda de dados, é preciso estabelecer:

  • a regularidade dos backups de dados da organização;
  • as mídias empregadas no backup de dados;
  • o local de armazenamento das informações do backup.

Talvez você esteja se perguntando: ”mas de que dados faço backup?”.

Em se tratando de backup corporativo, a regra é clara: devem ser mantidos em backup todos aqueles arquivos capazes de interferir na prática dos negócios. Por isso, uma boa rotina de backups geralmente envolve o armazenamento de cada uma das informações atualizadas em determinado dia útil.

Contratos, aplicações legadas e dados de clientes, assim como qualquer outra informação que se encaixe nessa categoria, precisam integrar a lista de backup para garantir acesso aos seus arquivos diante de inúmeras eventualidades.

Entenda a diferença entre arquivo de dados e backup

Antes de começar a salvar todos os documentos organizacionais, porém, vale a pena entender a real diferença entre um backup de dados e um arquivo de dados. 

Os backups são imagens de dados de curto prazo da companhia para fins de recuperação de desastres. Já o arquivamento de dados é a prática de armazenamento seguro de informações de longo prazo, que não têm uso regular, mas devem estar prontas para restauração caso necessário.

Portanto, a empresa armazena um arquivo — quando se trata de uma aplicação que não é mais vendida para clientes, por exemplo — e faz backup de um sistema, quando se trata de uma aplicação que ainda é oferecida aos clientes.

Identifique os dados críticos que precisam de backup

Agora que você já sabe o básico sobre como começar uma rotina de backup, é hora de colocar a mão na massa. A primeira etapa consiste na identificação dos dados críticos da empresa que demandam backup. 

Em um backup de dados, precisam constar todos os arquivos criados ou modificados pela organização. Isso pode incluir desde notas fiscais até mensagens enviadas por e-mail. Portanto, definir o que vai no backup significa uma tarefa muito importante.

Hoje, várias aplicações utilizadas pelos negócios são encontradas pela nuvem, o que torna mais fácil a recuperação de arquivos. Ainda assim, é uma boa ideia que a sua empresa tenha um backup dessas informações também, como dispositivo de segurança.

Se houver comprometimento dos arquivos em nuvem, o seu backup consegue substituí-los sem maiores problemas. Embora o cloud computing seja uma tecnologia segura, todo cuidado é pouco em se tratando dos documentos de um negócio.

Implemente uma solução de backup

Como você observou, muitos arquivos costumam exigir inclusão no backup, independentemente do modelo de formatação. Por isso, não se recomenda que o processo ocorra de forma manual.

Os backups manuais podem ser funcionais em redes domésticas, mas nas organizações há muito em jogo, e a falha ao fazer backup de um arquivo importante gera problemas a longo prazo.

A melhor alternativa, então, é o investimento em uma tecnologia automatizada de backup. Com ela você define a periodicidade e o volume de dados que devem ser atualizados a cada período, garantindo backups seguros para a sua empresa.

Escolha onde armazenar o seu backup

Uma solução de backup armazena dados na nuvem ou em uma fita ou disco rígido local. Abaixo, você confere a diferença entre essas modalidades e entende qual atende melhor as necessidades do seu negócio.

Backup na nuvem

Os backups online, ou backups na nuvem, facilitam bastante na hora de proteger os arquivos. Um dos motivos é o custo-benefício dessas soluções. 

Todavia, é recomendável combiná-los a uma segunda solução, já que os backups na nuvem são armazenados em servidores de terceiros e podem ficar vulneráveis a perdas de dados por problemas que fogem à organização.

Como regra básica, tenha sempre mais de um backup redundante armazenado em locais diferentes. Isso assegura que as suas cópias de segurança realmente cumpram o papel que lhes foi outorgado. 

Backup de dados local

Outra opção de backup interessante a se explorar é o backup local. Manter os arquivos em unidades de disco armazenadas localmente tem o benefício da fácil recuperação e acesso. Combinar essa modalidade de armazenamento com a nuvem consiste em uma maneira segura de proteger os seus documentos.

Alguns cuidados devem ser tomados para que esse tipo de backup não se torne um problema. Backups locais exigem armazenamento em cofres à prova de fogo ou indestrutíveis, evitando que desastres no escritório signifiquem a perda definitiva dos dados.

Além disso, as fitas ou discos rígidos demandam verificação periódica e precisam seguir um rígido calendário de backup para assegurar que os arquivos estarão sempre em dia. Os softwares de automação, por exemplo, auxiliam na tarefa.

Selecione um método de backup

Existem três modalidades comuns: os backups completos, diferenciais e incrementais. Abaixo, você conhece cada um deles e aprende a escolher o ideal.

Backup completo

Um backup completo, como o nome indica, é aquele em que todos os dados do sistema são armazenados.

Backup diferencial

O backup diferencial armazena automaticamente apenas os arquivos diferentes dos que já se encontram na solução de backup.

Backup incremental

Por sua vez, o modelo incremental salva dados logo após a alteração no sistema, ou seja, em tempo real.

A modalidade de backup escolhida faz toda a diferença em como a corporação programa a rotina de backup. Por isso, é muito importante identificar qual delas funciona melhor para os seus arquivos. 

Entre os benefícios de uma rotina de backup eficiente estão o baixo impacto na performance em caso de perda de dados, a redução de riscos e a maior proteção de informações. Todas as vantagens, combinadas, mostram que vale a pena investir no armazenamento dos seus arquivos.

Gostou de conhecer boas práticas de backup? Então siga a Aloo Telecom nas redes sociais e não perca nenhuma novidade: estamos no Facebook, Twitter e Instagram!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Receba conteúdos exclusivos da Aloo no seu e-mail!

Cadastre seu e-mail para receber nossos conteúdos exclusivamente.

Email registrado com sucesso

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.