redundância de rede

Qual a importância da redundância de rede para os provedores de internet?

Powered by Rock Convert

Redundância de rede: no que consiste e por que é um assunto tão importante para os provedores de internet?

Empresas cujos negócios têm base em tecnologia precisam estar sempre atentas para que erros de hardware ou software não levem a falhas na entrega do serviço ao cliente. Uma estratégia de redundância de rede se vale de infraestrutura adicional para garantir a disponibilidade mesmo durante crises.

No artigo a seguir, você entenderá de uma vez por todas o conceito de redundância de redes, além dos motivos pelos quais ela desempenha um papel tão importante para os ISPs. Ainda abordamos maneiras de conquistá-la na sua organização. Pronto para aprender? Então vamos lá!

O que é redundância de rede?

A redundância de rede é obtida, em geral, por meio da adição de caminhos de rede alternativos implementados com roteadores e switches redundantes em stand by. Esses aparelhos citados entram em ação quando o caminho principal não está disponível para garantir menores tempos de inatividade e continuidade de serviços.

Trata-se, sobretudo, de estratégia de continuidade de negócios implementada nas infraestruturas de rede corporativas como mecanismo de backup.

No caso de falhas do sistema, dos equipamentos ou de humanos, as redes redundantes atuam de modo imediato para evitar que interrupções não planejadas causem prejuízo na oferta de serviços de um ISP.

Mas não são só os provedores que tiram proveito da redundância de redes para entregar alta disponibilidade de serviços. Empresas de grande porte, com infraestruturas de TI robustas, também podem se valer do recurso visando a continuidade das operações em crises ou falhas de equipamento.

Quais são os tipos de redundância de rede?

Embora o conceito de redundância de rede pareça simples, é a maneira como uma marca implementa essa redundância que faz toda a diferença nos resultados obtidos. Existem duas estratégias principais para criar a redundância de rede: fault tolerance (ou tolerância a falhas, em tradução livre) e high availability (alta disponibilidade).

Abaixo você entende como cada uma dessas maneiras de criar redundância em redes funciona e que benefícios oferecem. Veja!

Tolerância a falhas

Um sistema redundante é considerado tolerante a falhas quando fornece redundância total de hardware. Nesse caso, todas as aplicações relevantes para o funcionamento do negócio são espelhadas em dois ou mais sistemas idênticos, que operam em conjunto.

Caso algo aconteça com o sistema principal, o espelhado entra em ação automaticamente e assume as redes sem perda de serviço. Essa modalidade, de tolerância a falhas, é a ideal para qualquer operação em que períodos de inatividade são inaceitáveis. Por isso, ela figura como a mais recomendada para ISPs ou empresas que rodam aplicativos industriais e de saúde, cujos erros resultam em potenciais perdas enormes.

Os sistema redundantes de tolerância a falhas apresentam um desafio maior para a implementação e podem ser bastante onerosos, já que é necessário manter equipamentos reservas para todas as aplicações da rede.

Powered by Rock Convert

Alta disponibilidade

A estratégia de redundância de rede de alta disponibilidade é bem diferente da de tolerância a falhas. Em vez de se basear em uma cópia espelhada dos sistemas, com hardware disponível para atuar caso os equipamentos atuais mostrem problemas, essa técnica tem base no uso de software.

A alta disponibilidade se apoia em clusters de servidores que monitoram, de forma automática, uns aos outros, e dispõem de diversos protocolos de failover. Caso imprevistos ocorram com um dos servidores da empresa, aqueles de backup assumem a atividade — reiniciando os aplicativos que estavam sendo executados no servidor que falhou.

Essa estratégia é particularmente útil quando uma empresa pretende implementar redundância de rede sem investir pesado em infraestrutura. Por ser baseada em software, ela é menos onerosa de se implementar e exige recursos reduzidos.

Todavia, a alta disponibilidade está suscetível a tempos de inatividade maiores do que a tolerância a falhas. Afinal de contas, toda vez que os servidores de backup precisam reiniciar os aplicativos, eles param de funcionar.

Como implementar a redundância de rede?

O primeiro passo para implementar a redundância de rede no seu ISP ou empresa consiste em traçar um plano. A ideia deve analisar a infraestrutura existente, considerando, por exemplo, que mesmo uma redundância de software extensa não pode funcionar se há falhas na rede de energia.

Uma boa redundância de rede, portanto, considera a transição da energia elétrica para os geradores backup sem perda de dados ou falha na operação das aplicações de rede.

Outra tarefa importante para implementar a redundância de redes é copiá-los regularmente para sistemas de backup, de preferência armazenados fora do local. Para tanto, define-se uma estratégia de localização de data center junto ao seu provedor, mapeando os melhores lugares para armazenar e acessar as informações copiadas.

Utilizando mais de um data center, a sua corporação consegue assegurar que, mesmo em caso de desastres, continuará operando com o mínimo de interrupção.

As ameaças críticas para redes mudaram muito com o passar dos anos e, hoje, se concentram em esforços como os ataques DDoS. Esses ataques volumétricos de negação de serviço distribuído cresceram mais do que nunca em 2018, acometendo várias empresas ao redor do mundo em um intervalo de poucos dias.

As redes que não estavam preparadas para lidar com o ataque foram as que mais sentiram o problema. Desde então, várias marcas passaram a investir em duplicidade de serviços, redundância de redes e outras tecnologias mitigadoras de ataques DDoS para garantir a alta disponibilidade de serviços entregue aos clientes.

Operar no mercado atual exige que a maioria das empresas estejam conectadas 24/7. Sem a redundância de rede, a falha de um único dispositivo é capaz de derrubar os seus serviços por dias.

Criar e implementar redes redundantes faz toda a diferença nos níveis de serviço que o seu provedor disponibiliza aos clientes. A Aloo Telecom é parceira na hora de desenvolver um plano de recuperação de desastres com redundância de rede: fazemos projetos customizados para garantir que a redundância de rede funcionará no momento em que a empresa mais precisar dela.

Gostou do post? Foi útil para você? Então aproveite a visita, fale agora mesmo com um de nossos atendentes e descubra como podemos ajudá-lo!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Receba conteúdos exclusivos da Aloo no seu e-mail!

Cadastre seu e-mail para receber nossos conteúdos exclusivamente.

Email registrado com sucesso

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.