gestão de ativos de TI

Confira 6 dicas para fazer gestão de ativos de TI de forma eficiente

Você sabe qual é a importância da gestão de ativos de TI em uma empresa? Enquanto ativos, de maneira geral, são considerados bens e direitos organizacionais, eles ganham uma nova roupagem na área de Tecnologia da Informação. Isso significa que é necessário compreender como incorporá-los de maneira adequada e dentro das unidades do negócio.

Ativos de TI contam com ciclos de vida. Por isso, é preciso otimizar tanto o que diz respeito aos hardwares quanto aos softwares. Dessa forma, impacta-se — direta e positivamente — a tomada de decisões do negócio e a compra e utilização de seus recursos.

Se você deseja saber mais sobre a gestão de ativos de TI, não deixe de prosseguir com sua leitura!

O que é gestão de ativos de TI?

Empresas que buscam minimizar erros e aumentar a produtividade da equipe conhecem a importância do departamento de Tecnologia da Informação. Afinal, ele é responsável pelo funcionamento adequado de diversos setores. 

Para que os profissionais dessa área, bem como as inovações usadas por eles, se mantenham atualizados, é preciso investir em uma boa gestão de ativos. Em suma, esse conceito diz respeito a:

  • maximizar o uso de recursos;
  • evitar desperdícios financeiros;
  • garantir que os setores estejam trabalhando com a tecnologia adequada para eles;
  • cuidar de componentes tecnológicos — virtuais ou físicos etc.

Por que é tão importante executar a gestão de ativos de TI de maneira eficiente?

Um gerenciamento tecnológico eficiente, antes de qualquer coisa, auxilia no aumento da performance e reduz de falhas. Contudo, esses não são seus únicos papéis. Por meio de ativos alinhados com as necessidades da empresa, também é possível contar com processos mais fluidos e que se desenvolvem sem grandes complicações.

Isso se aplica tanto para a execução propriamente dita das atividades quanto para a comunicação entre membros do setor. Afinal, ao se trabalhar com bons softwares e hardwares, fica mais simples completar tarefas sem pausas ou ruídos em sua finalização. Para conquistar tais vantagens, porém, costuma-se contar com uma metodologia chamada de ITAM — IT Asset Management.

Sua principal função é centralizar o acesso a um repositório que permita a visualização de gestão de todos os itens presentes em um inventário de TI. Para garantir um bom gerenciamento segundo a ITAM, algumas dicas foram separadas no próximo tópico.

Como gerir ativos de TI?

Agora que você sabe o que é gestão de ativos de TI, sua importância e a metodologia ITAM, é hora de descobrir como aplicar suas estratégias na prática. Ao seguir as sugestões abaixo — adaptando-as às necessidades de sua empresa —, o processo de gerenciamento se tornará mais simples.

1. Tenha um inventário

A elaboração de um inventário é fundamental para uma boa gestão de ativos. Por meio dela, a empresa consegue visualizar com facilidade o que está disponível para uso, bem como o que precisa de reparos. Além disso, catalogar equipamentos permite que a companhia se atualize em relação ao que já está obsoleto. 

Powered by Rock Convert

O gestor pode preparar seu inventário como preferir. Porém, vale considerar organizar por:

  • data de aquisição;
  • volume de dados;
  • fabricante;
  • custo;
  • softwares instalados;
  • status.

2. Realize o mapeamento dos ativos

Uma vez categorizados, é preciso acompanhar o ciclo de vida dos ativos. Isso significa mapeá-los e se informar em relação às mudanças de estágio dos softwares e hardwares. Afinal, parte de qualquer gerenciamento consiste em monitorar o desenvolvimento e eficiência dos bens da corporação. 

É possível configurar o repositório central para que ele informe os motivos e responsáveis por trás da atualização, como:

  • usuário que efetuou alterações;
  • data;
  • hora;
  • razão.

3. Aposte na capacitação da equipe

Qualquer tecnologia disponibilizada para uma equipe deve ser utilizada de maneira adequada por ela. Isso significa que, para que seus ativos sejam aproveitados de forma otimizada, é preciso capacitar o time. Converse com seus funcionários, apresente as inovações e os guie em relação às aplicações. Assim, a redução de falhas será maximizada, e a produtividade que equipamentos modernos trazem para a organização a beneficiará.

4. Automatize alertas

Além de capacitar sua equipe para usar os ativos da forma mais adequada, é possível contar com alertas. Toda vez que alguma ação ameaçar o bom funcionamento do ativo, um aviso sonoro será disparado. Como exemplo, pense na retirada acidental de um cabo de rede da tomada. Ao ser avisado da falha, o funcionário mais próximo poderá reparar o problema ou consultar o responsável com agilidade.

5. Utilize as métricas certas

Uma vez que a gestão de ativos de TI visa a redução de custos, é essencial utilizar as métricas certas para controlar gastos. É possível trabalhar com métricas objetivas nessa hora, analisando, em especial, a infraestrutura.

Dessa forma, você mede o valor dos bens, promove longevidade a eles e reduz gastos desnecessários. Uma vez que várias opções estão disponíveis, o uso de cada métrica depende do ativo em questão. Analise a função de cada bem e defina a melhor forma de medi-lo.

6. Use a tecnologia a seu favor

Quando falamos em categorizar ativos, programar alertas e mapear processos, muitos acreditam que isso deve ser feito de forma manual. Porém, você pode economizar tempo e recursos. Ao lidar com tecnologia, a automatização de processos é um benefício embutido em sua aplicação. Sabendo disso, utilize sistemas inovadores a seu favor e os coordene de modo a realizar todas as tarefas citadas de forma automática. Também aposte, é claro, em monitorar esses processos.

A gestão de ativos de TI muda a realidade de uma corporação. Isso pode ser dito em termos tanto financeiros quanto de produtividade. Para que seu uso seja otimizado, porém, é preciso aplicar as dicas certas.

Conhecendo a metodologia ITAM e as sugestões deste artigo, o processo se torna muito mais simples. É importante ter em mente, ainda, que, sem um gerenciamento eficaz, a companhia pode estagnar e gastar mais do que o necessário.

Se você gostou de saber mais sobre o gerenciamento de bens na área de Tecnologia da Informação, não deixe de se aprofundar na discussão sobre gestão de TI. Assim, você garantirá que sua empresa opere em um cenário ideal e maximize recursos!

Receba conteúdos exclusivos da Aloo no seu e-mail!

Cadastre seu e-mail para receber nossos conteúdos exclusivamente.

Email registrado com sucesso

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.