como reduzir custos na empresa

Como reduzir custos de TI na empresa? Entenda aqui

Powered by Rock Convert

Você já parou para pensar em como reduzir custos na empresa, principalmente com a área de TI? Essa é uma das dores de cabeça de alguns gestores, já que este setor conta com serviço importantíssimos de gestão, manutenção, desenvolvimento e suporte.

É isso que você vai ver ao longo do post, em que explicaremos quais são os principais pontos que é preciso ficar atento na hora de diminuir os gastos no setor e manter a saúde financeira do negócio. Vamos lá?

Reavalie os softwares

Quando você usa um programa de computador na sua empresa, é preciso uma licença de uso, certo? Nesse caso, a marca desenvolvedora emite um documento contratual que define como a aplicação vai ser disponibilizada — se domínio público ou protegida por leis de copyright

Em geral, o licenciamento é pago e estabelece os limites de uso do usuário, deixando claras questões ligadas aos direitos autorais e às responsabilidades dos desenvolvedores e dos usuários.

Algumas saem caras e representam problemas quando não são aproveitadas. Por isso, procure desabilitar as licenças desnecessárias e reavaliar os sistemas utilizados, sempre reparando nos valores e nas taxas de administração.

Repare nos servidores

Servidores também surgem entre os gastos do setor e você vai precisar prestar atenção para diminuir custos sem perder eficiência. Como fazer isso? Você pode começar atualizando os equipamentos.

Isso porque os mais antigos costumam contar com um alto consumo de energia, representando custos extras — além da necessidade de refrigeração, graças aos problemas de aquecimento.

Outra opção é a virtualização dos servidores físicos. A ideia é diminuir o que a empresa tem de hardware e fazer com que o volume de dados seja armazenado por um número ainda menor de máquinas.

Invista em computação na nuvem

Se a virtualização dos servidores reduz gastos com hardware, o mesmo acontece com a computação na nuvem. O primeiro ponto que demonstra isso é a diminuição dos gastos com infraestrutura, energia elétrica, manutenção e por aí vai.

Ao usar modelos de armazenamento por demanda, você passa a contar com flexibilidade e evita gastar com estruturas que não vão ser aproveitadas na maior parte do tempo. Períodos de demanda sazonal, como black friday, são atendidos de acordo com a procura.

Nuvens ainda reduzem os gastos com segurança de informação, já que a preocupação também é dividida com o fornecedor. Ao democratizar o uso da tecnologia, o serviço se torna acessível até para pequenas empresas.

Aposte em automação

Assim como a maior parte das áreas, TI também tem seus processos repetitivos que podem ser solucionados pela automação. Economia de tempo e disponibilização da equipe estão entre os principais benefícios dessa ideia, já que há uma diminuição das interações manuais.

O ganho de produtividade está entre os principais pontos fortes. O que isso significa? Na prática, a automação permite que o setor de TI produza mais em uma janela menor de tempo. Em alguns casos, os benefícios também aparecem na hora de analisar o desempenho.

Afinal, dependendo da forma que os processos são automatizados, você passa a gerar relatórios e ter acesso às métricas muito mais facilmente. Parte da solução passa pela digitalização, trocando os materiais impressos pelas telas.

Adote um SaaS

O SaaS são os “softwares como serviço”, programas que dispensam o uso de máquinas para armazenamento e podem ser acessados de qualquer lugar, dispensando a necessidade de licenciar, instalar e usar um servidor para permitir a interação dos vários usuários.

Ao dispensar hardware, você passa a contar com custos menores de manutenção e disponibilização das máquinas, mantendo o programa hospedado na nuvem e favorecendo o acesso em qualquer lugar.

Dependendo do serviço, ainda é possível personalizar as opções e escolher o programa de acordo com a sua necessidade. As atualizações acontecem de forma automática e os valores estão limitados à assinatura.

Considere a possibilidade de terceirização

A possibilidade de terceirização existe em boa parte das atividades de TI. Isso é feito na por meio do “outsourcing digital” — quando o processo é delegado com o objetivo de diminuir custos e promover maior lucratividade.

Aqui, a economia acontece por razões variadas, diminuindo gastos com máquinas e salários. Você também passa contar com melhores recursos tecnológicos dispensando a necessidade de elaborar programas de treinamento para os funcionários.

Custos fixos também são reduzidos. Sabe aqueles vários gastos que se relacionam com o produto e não variam em relação ao faturamento ou ao volume do que foi produzido? Então, sua economia é favorecida nesse modelo e os gastos acontecem de acordo com a demanda da empresa.

Fique de olho no TCO

O TCO (Total Cost of Ownership) estima financeiramente os custos diretos e indiretos da hora de fazer uma compra, como um software ou hardware. A ideia é levar em conta todo o ciclo de vida, projetando a forma que o impacto financeiro vai acontecer.

A utilidade do cálculo está na previsão de custos menos tangíveis, como treinamento e capacitação dos usuários, implementação e manutenção. Nesse caso, você vai precisar separar os gastos que vão fazer parte de cada categoria.

A compra, por exemplo, faz parte dos custos de aquisição. Já configuração do sistema, instalação do hardware e treinamentos estão relacionados aos custos de implementação. Essa conta serve de base para análises comparativas e ajudam a fazer escolhas mais saudáveis para as finanças do negócio.

Invista em monitoramento

O monitoramento de TI ajuda a identificar as falhas com mais facilidade e a corrigir os problemas em um prazo menor, evitando interrupções e economizando tempo. Aqui, a lógica de “apagar incêndios” é evitada, já que você passa a detectar os empasses antes que representem prejuízos para você.

Saber como reduzir custos de TI na empresa passa por várias questões, como computação na nuvem, automação, análise de softwares, cálculo de métricas e por aí vai. Os resultados são percebidos na saúde financeira e na possibilidade de reinvestir e crescer.

Não se esqueça que a redução de gastos não pode significar perdas na performance ou na eficiência do setor. Por isso, não abra mão dos bons profissionais ou dos processos básicos para manter o TI funcionando.

Você tem algum amigo que precisa colocar as contas em dia e encontrar formas de economizar na empresa? Então, compartilhe este post nas redes para que ele também fique por dentro do assunto!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Receba conteúdos exclusivos da Aloo no seu e-mail!

Cadastre seu e-mail para receber nossos conteúdos exclusivamente.

Email registrado com sucesso

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.