rede GPON

Saiba mais sobre a rede GPON

Powered by Rock Convert

A fibra óptica é um dos padrões de conexão com maior potencial para crescimento nos próximos anos. Afinal, ela traz vantagens diversas tanto para o usuário quanto para o provedor de internet, como escalabilidade de velocidade, alcance estendido, estabilidade, entre outros benefícios fundamentais para garantir uma melhor experiência ao cliente.

Porém, isso depende essencialmente da tecnologia que você utilizará em sua infraestrutura. Quanto mais eficiente ela for, melhores serão os resultados para o cliente e, consequentemente, maior a rentabilidade para a empresa. Uma das mais utilizadas atualmente é a GPON.

Neste artigo, nós falaremos sobre o que é essa tecnologia, como é feita a transmissão, entre outros pontos importantes para que os gestores de ISP dominem o tema. Boa leitura e tire suas dúvidas.

O que é rede GPON?

A rede GPON é uma rede óptica passiva (Passive Optical Network – PON). Ela permite a adesão de uma rede ponto multiponto, garantindo a possibilidade de uma geração de rede Fiber to the Home (FTTH, ou “Fibra para casa”) e Fiber to the Building (FTTB, ou “Fibra para o prédio”). Os equipamentos utilizados não usam energia elétrica externa para seu funcionamento, de forma que trazem economia.

Redes passivas são aquelas nas quais não há elementos energizados entre a Optical Line Terminal e a Optical Network Unit, baseada em óptica e transmissão de luz.

Como funciona sua capacidade de tráfego?

Diferentemente de outras tecnologias focadas em infraestrutura de fibra óptica, a tecnologia GPON é assimétrica. Assim, as taxas de downstream e upstream são diferentes. No sentido do provedor para a casa do cliente (downstream), opera, normalmente, em 2.5 Gbps. No sentido oposto (upstream), opera em 1.25 Gbps.

Isso é importante para o usuário da rede, já que a maior parte do tráfego opera em downstream, ou seja, com fluxos de informações chegando à residência do usuário. Isso ocorre, por exemplo, quando alguém assiste a filmes, de forma que o conteúdo é levado do servidor para o dispositivo da pessoa. Esse fluxo é o com maior demanda, e não o oposto.

Por isso, uma das grandes vantagens da GPON é a assimetria, respondendo bem às demandas dos usuários e evitando gargalos que possam comprometer a experiência deles no dia a dia.

Como é feita a transmissão de sinais ópticos nessa rede?

Os sinais ópticos na rede GPON são transmitidos por meio dos OLT (Optical Line Terminal, responsável por oferecer uma interface para o restante da rede). Eles fazem com que os sinais ópticos sejam redirecionados para os splitters.

Outro ponto importante são os terminais de usuários (ONUs – Optical Network Unit, responsável pela conversão do sinal óptico em sinal elétrico), que integram dados de diferentes naturezas (áudio, vídeo, sistemas de segurança, automação, entre outros), que são transmitidos em um único PON.

Quais as principais características da rede GPON?

Para entender as razões pelas quais é interessante optar pela rede GPON, é preciso conhecer suas principais características. Vamos mostrar a seguir.

  • o alcance físico pode chegar a 20Km;
  • os pacotes da OLT são transmitidos, por meio de broascast, para todas as ONT/ONUs, utilizando o padrão Ethernet. A partir disso, cada um deles identificará como deverá proceder;
  • nível de splittagem de 128 QNTs por porta PON;
  • os pacotes têm tamanho variável, alcançando entre 53 a 1518 byes;
  • possui redundância PON;
  • permite controle de ataques do tipo Storm;
  • permite implementar MVR (Multicast VLAN Registration).

Quando a rede GPON é indicada?

Para entender os momentos em que a rede GPON deve ser utilizada, é fundamental compreender seus benefícios. Em primeiro lugar, é uma infraestrutura de qualidade superior e que, ao mesmo tempo, tem um custo-benefício excelente. Por meio dela, é possível ter uma rede com qualidade superior, uma alta velocidade de conexão e uma grande taxa de transmissão de dados.

Outros pontos vantajosos são:

  • facilidade de instalação;
  • maior alcance, principalmente devido ao fato de a comunicação ser feita por meio de luz;
  • praticidade de poder transmitir dados, voz e vídeo por meio de uma única fibra;
  • maior segurança, já que há menos chance de dispositivos queimados ou curtos nos equipamentos, por não depender de energia elétrica;
  • maior confiabilidade de sinal, podendo alcançar até 93% de eficácia;
  • é flexível, permitindo ampliar a extensão de cobertura e o número de assinantes ao longo do tempo.

Assim, é indicada para provedores que queiram se destacar no mercado e proporcionar conexões de qualidade aos seus clientes. Também merecem destaque aquelas empresas que trabalham com grandes operações ou que tenham diversos serviços agregados (TV a cabo, internet, telefone, entre outros).

Ainda, a rede GPON é indicada para quem tem um alto número de usuários ou pretende escalar seus produtos e serviços em médio e longo prazo. Porém, tem um custo de implementação inicial mais alto do que o de outras redes. Portanto, se você está começando, é importante considerar esse ponto no seu planejamento.

Mesmo que você opte por outros modelos de infraestrutura, como o EPON, é possível, posteriormente, realizar a migração para a GPON, sem maiores problemas.

Quais as principais perspectivas da rede para os próximos anos?

A tecnologia GPON tem tomado grandes proporções no Brasil, registrando um forte crescimento local e reproduzindo uma tendência mundial. Afinal, ela responde bem quando os usuários têm uma forte demanda de banda, algo cada vez mais habitual devido ao aumento no consumo de imagens, vídeos, áudios, fotos e outras mídias pelo usuário comum, com uma taxa melhor do que outros modelos de infraestrutura, como o EPON.

Além disso, a própria tecnologia GPON está evoluindo para se tornar ainda mais eficiente. Por exemplo, há aplicações comerciais que começaram a trabalhar com o padrão ITU-T G.987, com definição de 10 Gbps. Essa mudança auxilia a tornar a atualização escalável e facilitada.

Os gestores de ISP precisam ter consciência desses pontos, analisando os custos-benefícios envolvidos, e optar por aquela tecnologia que melhor atenda às suas necessidades. Como mostramos neste artigo, a GPON é uma das grandes tendências para o futuro da fibra óptica e, portanto, vale a pena conhecê-la melhor e investir nela.

Gostou deste conteúdo sobre a rede GPON? Então siga nosso perfil no Facebook, Instagram e LinkedIn e veja outros conteúdos imperdíveis em seu feed.

Powered by Rock Convert

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Receba conteúdos exclusivos da Aloo no seu e-mail!

Cadastre seu e-mail para receber nossos conteúdos exclusivamente.

Email registrado com sucesso

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.