Gerência de TI

Qual a diferença entre gerência de TI proativa e passiva?

Powered by Rock Convert

Gerência de TI: qual a melhor maneira de executar essa função na sua empresa? No mercado, existem duas estratégias muito populares de gerência de TI, a ativa e a passiva.

Existem diferenças fundamentais na maneira como esses dois tipos de TI são gerenciados. Neste artigo, você vai poder tirar todas suas dúvidas sobre o assunto e entender de uma vez por todas qual é a mais vantajosa para seu negócio. Pronto para aprender? Então, continue a leitura.

O que é gerência de TI?

Vamos começar pelo básico, definindo o que é gerência de TI e qual sua funcionalidade dentro de uma empresa. Chamamos de gerência de TI a supervisão do departamento de tecnologia do negócio, seus recursos, operações e processos. O gestor de TI é a pessoa responsável por tomar as principais decisões que impactam todo o negócio e partem da TI. Isso inclui a maneira como uma empresa gerenciará os softwares que utiliza, que práticas de segurança utilizará no dia a dia, entre outras atividades.

Gerência de TI proaativa e passiva: qual a diferença?

Agora que você já sabe a definição de gerência de TI, é hora de olhar para as duas principais maneiras de gerenciar a área. 

Quando falamos de gestão, é claro, não estamos nos referindo apenas ao uso e manutenção correta de insumos de tecnologia e infraestrutura de TI em uma empresa. Estamos também nos referindo à estratégia. Isso porque TI é um dos departamentos mais importantes dos negócios hoje, sem o qual é difícil operar no mercado globalizado de maneira competitiva.

Uma abordagem estratégica, portanto, passa por decidir qual será a principal metodologia utilizada para lidar com os desafios da TI. É aí que entram os termos ativa e passiva. 

Não existe uma maneira certa de fazer as coisas. Apenas aquela que funciona melhor para seu negócio. Por isso, precisamos conhecer os dois conceitos, suas vantagens e desvantagens.

Gerência de TI passiva

Uma gerência de TI passiva é aquela que responde aos acontecimentos conforme eles vão sucedendo. Ela nunca dá o primeiro passo, seja na implementação de um novo recurso, seja no combate a ameaças. Sempre espera que eles se tornem reais para agir.

Esse tipo de gerência de TI tem desvantagens claras. Alguns autores a tratam como uma maneira ultrapassada de gerenciar o departamento, desconsiderando os riscos e as oportunidades do mercado de TI atual.

Quando uma empresa apenas reage à tecnologia, ela pode ficar para trás. Mas há outros que defendem esse tipo de TI, especialmente para os pequenos e médios negócios, que enfrentam desafios muito pontuais em relação à tecnologia e podem se dar bem com uma TI reativa. 

Uma das principais vantagens da TI reativa, por exemplo, é seu custo-benefício. Se uma empresa não se preocupa com todas as ameaças possíveis e deixa para responder a elas quando se tornarem realidade, não gasta recursos exageradamente na gestão do departamento. Por outro lado, torna-se vulnerável a gastos inesperados, conforme os desafios que venha a enfrentar pelo caminho.

Gerência de TI ativa

A gerência de TI ativa, por sua vez, tem uma postura proativa. Ela atua mais em prevenir e antecipar riscos do que no combate a eles, da mesma maneira que atua na geração e identificação de oportunidades de negócio. Existem algumas práticas que são típicas dessa modalidade de gestão, como a execução e o monitoramento de rotinas de backup e a constante identificação de falhas e monitoramento de vulnerabilidades.

A postura ativa é mais recomendada para a maioria dos departamentos de TI, quer estejam em empresas de pequeno e médio porte, quer nas grandes do mercado. Todavia, há também desvantagens nessa abordagem.

Uma gestão de TI ativa que não atenta a custos, por exemplo, pode gerar problemas de liquidez para o negócio. Mas, no geral, essa modalidade de gerenciamento de TI é mais eficiente no combate a ameaças cibernéticas e na proteção da segurança da informação dentro da empresa.

Como implementar uma gerência de TI ativa na empresa?

Considerando que a gerência de TI ativa é a mais aplaudida pelo mercado e aquela que traz resultados mais competitivos para as empresas, vamos ajudar você a dar os primeiros passos para a sua implementação.

As TIs reativas ou passivas não precisam de novas metodologias para funcionar. Todavia, se você está migrando da TI passiva para a ativa, terá que aprender algumas coisas para conseguir fazer isso com sucesso. Como gestor de TI, é seu papel ser o líder em mudanças desse tipo na organização e conhecer como é feita a gestão de TI ativa vai fazer toda a diferença.

Por isso, confira o passo a passo para implementá-la no seu negócio.

Passo 1: analise a sua TI atual

O primeiro passo para conquistar uma TI ativa é analisar a sua TI atual. Como ela contribui para o sucesso do negócio? Que esforços são feitos diariamente para garantir a segurança das operações? Como os colaboradores trabalham no dia a dia? 

Responder a todas essas perguntas dará a você um ponto de partida para fazer as implementações necessárias na otimização da sua TI.

Passo 2: adote a automação

A gestão de TI ativa é eficiente, não porque os funcionários viram madrugadas fazendo o acompanhamento de tudo que acontece no departamento, mas porque ela aposta nos recursos certos para estar sempre a par do que está acontecendo na área. É este o caso quando falamos em automação. 

Implementar soluções automatizadas de monitoramento de sistemas é uma das maneiras mais ágeis de transformar sua TI. As ferramentas podem enviar notificações para os profissionais responsáveis em caso de panes, ou mesmo diante da necessidade de manutenção em um dado sistema, e ajudam a construir uma TI mais proativa.

Passo 3: adote boas práticas de gestão

Como mencionamos anteriormente, mudar a mentalidade da gerência de TI é tão importante quanto adotar os sistemas e metodologias certos para que ela funcione melhor. Por isso, leia sobre metodologias ágeis e novas técnicas de gestão e se informe sempre que possível sobre o que pode fazer para otimizar sua TI.

Passo 4: implemente melhorias na segurança da informação

Por último, não podemos deixar de citar que migrar de uma TI passiva para uma TI ativa é uma excelente oportunidade de implementar novas medidas de segurança no seu negócio. Elas ajudarão você a obter melhores resultados nesse departamento e proteger os dados corporativos de ataques cibernéticos com muito mais eficiência.

Assuntos como políticas de senhas e políticas de privacidade para a equipe são tanto uma mudança cultural quanto técnica. E você deve estar à frente dessas mudanças caso queira obter sucesso.

Grosso modo, podemos dizer que existem duas maneiras de fazer a gerência de TI: uma mais associada com os departamentos de TI do passado, mas que ainda é utilizada por muitas empresas hoje, e outra associada às novas demandas do mercado e a sua alta complexidade atual.

Conseguiu entender a diferença entre elas? A Aloo Telecom pode ajudar você a otimizar seu departamento de TI e torná-lo ainda mais ativo e eficiente. Visite nosso site e conheça os serviços oferecidos!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Receba conteúdos exclusivos da Aloo no seu e-mail!

Cadastre seu e-mail para receber nossos conteúdos exclusivamente.

Email registrado com sucesso

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.