Ataques DDoS

Quais são os principais ataques DDoS e como se proteger?

Powered by Rock Convert

Os ataques DDoS (Distributed Denial of Service, ou, em português, ataques distribuídos de negação de serviço) estão entre os mais tradicionais ocorridos na internet, principalmente, pela sua facilidade de concretização. Trata-se de uma estratégia cujo objetivo é gerar a paralisação de um serviço por meio de sobrecarga de acessos.

Muitas vezes, eles são utilizados como uma cortina de fumaça, para que as equipes foquem em resolver a situação e, com isso, os hackers possam se dedicar a outros ataques online mais robustos. Com isso, pode-se atingir três pilares fundamentais da segurança da informação: confidencialidade, integridade e disponibilidade.

Conheça quais são os principais ataques DDoS existentes atualmente e tire suas principais dúvidas sobre o tema. Entenda, também, como você pode se proteger desse problema. Boa leitura.

Quais os principais tipos de ataques DDoS existentes?

Compreender quais são os principais ataques DDoS permite a suas equipes saber explorar melhor os processos para proteção e minimizar as consequências dessas situações. Saiba mais sobre eles, a seguir.

UDP Flood

O User Datagram Protocol é um protocolo de rede que permite sobrecarregar portas aleatórias do servidor por meio de aplicativos, sendo reportados como um pacote ICMP. Uma forma de combatê-lo é por meio de firewalls em pontos específicos da rede, de forma a filtrar o tráfego indesejado.

NTP Flood

Nesse tipo de ataque, utiliza-se um IP falso para disparar arquivos e solicitações em pequenos pacotes. Assim, essas solicitações sobrecarregam UDPs, fazendo com que seja preciso dar sentido ao fluxo de solicitações, esgotando os recursos da máquina para esse fim. Ao chegar nesse ponto, a máquina é obrigada a reiniciar.

SYN Flood

Esse modelo de ataque DDoS utiliza o design de processo de comunicação TCP para gerar a sobrecarga. O cibercriminoso envia um lote de pacotes SYN para o local de destino, por meio de IPs falsos ou fantasmas. Isso é feito até o ponto no qual se exaure a memória de conexão do servidor, gerando a indisponibilidade do serviço.

Layer 7

Também é conhecido como “ataque de camada de aplicação”, no qual se exploram as fraquezas de um aplicativo ou servidor, realizando o processo em que os recursos deles são esgotados. Trata-se de um recurso mais sofisticado do que os modelos de Flood, que listamos anteriormente e, consequentemente, por explorar brechas de vulnerabilidade.

Assim, também é uma ação que demora mais para ser detectada. Isso porque ela gera uma taxa de tráfego baixa e, portanto, pode ser mais difícil de ser percebida no monitoramento padrão. É importante, assim, implementar medidas para conseguir distinguir o que são solicitações legítimas e o que são ataques maliciosos.

Quais são as consequências de um ataque DDoS?

Mas afinal, os ataques DDoS podem gerar, de fato, problemas para sua empresa? Inicialmente, eles podem soar relativamente inocentes, gerando apenas indisponibilidade do serviço. Mas as consequências podem ser realmente severas. Vejamos, a seguir, as principais delas.

Aumenta a vulnerabilidade dos serviços

Durante o período de indisponibilidade, há uma maior chance de que seu site ou serviço seja hackeado. Afinal, os principais serviços de segurança também podem ficar offline e, assim, torna-se mais fácil realizar intervenções criminosas que gerem obtenção de dados privados, implementação de malwares, entre outros.

Gera perdas financeiras

Principalmente para empresas que dependam de acessibilidade constante, é fundamental manter a disponibilidade dos serviços. Por exemplo, para um e-commerce, um site fora do ar por algumas horas representa uma queda considerável na rentabilidade. Para um ISP, servidores fora do ar podem gerar insatisfação com os clientes por interrupção no fornecimento de internet.

Além disso, será necessário dispender dinheiro e recursos para a resolução da questão, em especial, dependendo da gravidade da situação. Solicitar o aumento da banda larga, o uso de link dedicado, a implementação de novos recursos de segurança, além da dedicação dos colaboradores para a resolução da questão são alguns exemplos de como um ataque DDoS pode sair custoso.

Cria uma cortina de fumaça para ataques mais complexos

Muitos cibercriminosos se utilizam dos ataques DDoS como forma de gerar uma distração dos gestores de TI para realizar outros tipos de inserções. Quer ver um exemplo? Enquanto os responsáveis estão direcionando os esforços para retomar o serviço, os hackers poderão realizar ações de exploração de outras vulnerabilidades para obter acesso aos dados presentes nos databases, para ações fraudulentas.

Como se proteger de ataques DDoS?

Como você pode perceber, os ataques DDoS, apesar de parecerem relativamente inofensivos, podem trazer uma série de consequências complexas para o seu negócio em longo prazo. Por isso, é importante identificar como se proteger deste tipo de situação. Algumas dicas importantes para isso são:

  • superprovisione a sua banda larga. Isso é fundamental para minimizar as chances de indisponibilidade durante um eventual ataque, o que dificulta a ação dos cibercriminosos;
  • tenha um monitoramento de tráfego preciso e eficiente para conseguir analisar quando há alterações significativas e que podem evidenciar o início de um ataque dessa natureza;
  • utilize um firewall (ferramenta que permite analisar e filtrar as soluções que são feitas pelos usuários) para realizar o redirecionamento das solicitações para um segundo servidor, evitando sobrecarregar o principal. Com isso, as chances de queda do serviço diminuem;
  • utilize o sistema reCAPTCHA. Por meio dele, é possível filtrar as ações coordenadas por hackers de pessoas físicas que estejam realizando solicitações em seu site, de fato, verificando a veracidade da solicitação;
  • terceirize os cuidados com tráfego em sua empresa. A parceira especializada terá as ferramentas necessárias para análise, com especialistas dedicados a avaliar a conjuntura, e que terão um olhar mais crítico para a situação, sabendo identificar os primeiros sinais de um ataque DDoS.

Com isso, você consegue, inclusive, minimizar custos internos, já que não precisará realizar a contratação de colaboradores para atuar nessa função. Dessa forma, é possível dedicar seus especialistas de TI para outras atividades e garantir maior segurança para os seus serviços no dia a dia.

Quer saber mais sobre como proteger o seu negócio de ataques DDoS com a terceirização? Conheça os serviços da Aloo Telecom. Entre em contato e saiba mais, com um de nossos atendentes.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Receba conteúdos exclusivos da Aloo no seu e-mail!

Cadastre seu e-mail para receber nossos conteúdos exclusivamente.

Email registrado com sucesso

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.