O que é backbone

O que é backbone? Conheça todo o seu potencial no mundo

Powered by Rock Convert

As mais diferentes organizações estão cada vez mais conectadas. E, por isso, priorizar uma boa infraestrutura é fundamental para trazer maior sucesso para seu negócio. Um dos principais pontos é a infraestrutura de rede.

Afinal, problemas de conexão podem ser altamente prejudiciais. Tráfego de rede com gargalo pode prejudicar não só a experiência do cliente, mas, também, as próprias atividades da empresa.

Um dos pontos fundamentais para minimizar riscos ao pensar em internet para empresas é saber o que é backbone e compreender todo o seu potencial no mundo. Quer saber mais? Continue lendo e aproveite para tirar suas dúvidas sobre o tema.

O que é backbone?

Em uma tradução para o português, podemos falar que o backbone é a “espinha dorsal” da conexão de rede. É o ponto que interliga diversos servidores remotos, conectando-os entre si.

Assim, ele deve ser o responsável pela comunicação entre as diversas centrais de provedores de internet. Com isso, você já consegue começar a compreender sua importância: quanto mais robusto ele for, melhor será o tráfego de dados entre esses pontos.

Qual o potencial do backbone?

Fato é que um backbone robusto permite gerar uma série de melhorias de conexão e realizar tráfegos de dados mais robustos. Foi por meio dessa infraestrutura e suas subsequentes melhorias que se tornou possível, por exemplo, suportar o aumento de demanda durante o período da pandemia de Covid-19.

No Brasil, ele foi implementado há mais de 20 anos. Em 2017, foi proposto pela Associação Brasileira de Internet (Abranet) que ocorresse uma melhoria dos backbones nacionais, por meio de um projeto chamado “Brasil Conectado a 100Gb”.

Assim, a proposta é que ele seja incrementado para tornar possível a conexão de dados a 100Gbps. Isso permite uma melhor usabilidade do usuário, bem como gera diferenciais competitivos para as ISPs.

Como ele é usado no mundo?

Como vimos, com a pandemia do novo coronavírus, é cada vez mais fundamental potencializar as conexões entre o Brasil e as redes internacionais. Com isso, há um aumento de infraestrutura ocorrendo constantemente.

Por exemplo, no final de 2020, tivemos a ancoragem de um novo cabo submarino, que conectará o Brasil a Europa, feito em Fortaleza, potencializando as conexões com as redes internacionais. Esse novo cabeamento, sendo a Olhar Digital, permitirá conexões de até 72 Tbps e latência de até 60 milissegundos.

Segundo a UIT (União Internacional de Telecomunicações), no relatório “Connecting humanity”, para suprir a demanda de conexão até 2030, serão necessários US$ 428 bilhões, o que permitirá deixar toda a humanidade finalmente conectada à Internet. Parte desse valor seria destinado para criar mais 700 mil km de backbone de fibra, para suportar o aumento de demanda e comportar novos usuários.

Para que fosse possível uma interconectividade mundial, foi preciso o desenvolvimento de protocolos específicos, a fim de padronizar as conexões. Criados na década de 1990, foram criados dois até os dias atuais:

  • EIA/TIA 568: permitiu um padrão genérico de cabeamento focado para prédios, padronizando os tipos de cabos, que, anteriormente, eram desordenados para instalações;
  • ISO/IEC 11801: fornece os padrões de cabeamento para redes de até 3 km e que pode ser estendido para estruturas maiores, como é o caso dos backbones. Traz, também, o reconhecimento do padrão internacional da série ISO. O padrão facilita o redirecionamento de tráfego por vias diferentes, a fim de otimizar a topologia de redes.

Compreender o que é backbone e seu potencial para a TI é fundamental para tomar decisões mais bem orientadas na sua empresa. Por isso, esteja sempre atento a tendências e benefícios de uma melhor infraestrutura de redes.

Quer mais dicas interessantes para seu negócio na área de tecnologia? Assine nossa newsletter e acompanhe conteúdos exclusivos.

Powered by Rock Convert

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Receba conteúdos exclusivos da Aloo no seu e-mail!

Cadastre seu e-mail para receber nossos conteúdos exclusivamente.

Email registrado com sucesso

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.