IaaS SaaS PaaS

Entenda as principais diferenças entre IaaS, SaaS e PaaS

Powered by Rock Convert

IaaS, Saas e PaaS: essas siglas estão se tornando cada vez mais importante para as empresas. Afinal, o cloud computing tem tomado uma forte dimensão no cenário de transformação digital, trazendo uma série de benefícios para as organizações. Hoje, já não é mais possível pensar que os negócios não trabalhem, em alguma medida, com um dos modelos trazidos acima.

Assim, é fundamental você entender como cada um deles funciona e, principalmente, compreender as diferenças entre eles. Assim, saberá identificar quando é o momento de utilizá-los e entenderá formas estratégicas de implementar essas tecnologias internamente.

Mostraremos mais sobre o tema a seguir. Aproveite para tirar suas dúvidas sobre o tema e boa leitura.

O que é IaaS?

O IaaS é o modelo Infrastructure as a Service, no qual o serviço em nuvem oferece a infraestrutura de recursos necessária para as atividades, sem a necessidade de contar com os recursos físicos, virtualizando serviços.

Assim, você terá à sua disposição os recursos necessários para rodar suas aplicações, de acordo com a demanda. Caso ela aumente ao longo do tempo, é possível escalonar os recursos para garantir a continuidade das atividades. Você arcará apenas com aquilo que usar, podendo utilizar o ambiente para instalar, configurar e gerenciar tanto softwares quanto sistemas operacionais, middlewares e aplicativos.

O que é PaaS?

O PaaS é o modelo Platform as a Service, no qual o serviço em nuvem oferece uma plataforma de recursos, indo além da infraestrutura, permitindo aos desenvolvedores terem um espaço mais robusto para o desenvolvimento de soluções que serão entregues no modelo de cloud computing. Assim, os desenvolvedores podem construir aplicativos personalizados no espaço e deixá-los rodando no ambiente, sem maiores problemas.

O que é SaaS?

O SaaS é o modelo Software as a Service, sendo um dos mais utilizados no momento. Trata-se de um software que está hospedado em cloud computing e que pode ser usado por meio de qualquer dispositivo, a qualquer tempo, com base em assinatura e entregue por meio online.

Quais as principais diferenças entre eles?

Todos os três representam modelos de cloud computing, contudo, não são idênticos, como você pôde perceber. Por isso, é importante saber identificar as principais diferenças entre eles, para compreender quando utilizar cada um. Vejamos a seguir.

Objetivos

Estão entre os objetivos de cada um dos tipos de serviço:

  • IaaS: permitir gerenciar os recursos virtualizados, gerando maior escalabilidade nos serviços de TI;
  • PaaS: permitir o desenvolvimento de soluções cloud que ficarão hospedadas no local, por meio de uma plataforma completa para esse fim;
  • SaaS: permitir o uso de soluções de forma fácil, ágil e escalável, sem a necessidade de comprar, pagar licença e realizar downloads de atualização, podendo ser utilizado em qualquer dispositivo ou local, como vimos.

Recursos

Os recursos oferecidos por cada um dos modelos são:

  • IaaS: rede, armazenamento, servidores e virtualização;
  • PaaS: todos os listados anteriormente, além de sistema operacional, middleware e runtime;
  • SaaS: todos os listados anteriormente, dados e aplicações.

Quando usar

As indicações de uso para cada um dos modelos são:

  • IaaS: é mais indicado quando o negócio deseja otimizar custos com infraestrutura de TI, podendo ter, no serviço em nuvem, os recursos completos para as atividades, sem a necessidade de se comprometer com compras, atualizações e manutenções de hardware local;
  • PaaS: é mais indicado quando a empresa deseja otimizar a criação de softwares internamente, sem a necessidade de adquirir, configurar e gerenciar recursos, podendo contar com um espaço virtualizado completo;
  • SaaS: é mais indicado quando você quer uma solução pronta, sem a necessidade de custos de licença, manutenção e atualização, podendo operar as tarefas rapidamente, por meio de qualquer dispositivo.

Prós e contras

Os prós e contras de cada um dos tipos de serviços são:

  • IaaS: há um maior nível de controle por parte da empresa sobre os recursos de TI. Contudo, existe a responsabilidade pela segurança das tecnologias implementadas no espaço, já que isso não é oferecido pelo serviço;
  • PaaS: há, também, um maior controle para os colaboradores sobre softwares e aplicativos construídos na plataforma. Contudo, só é possível controlar o que é construído. Se houver falhas nos servidores e no sistema operacional virtualizado, a resolução deverá ser feita pela prestadora do serviço, fugindo do controle dos colaboradores internos;
  • SaaS: são úteis para escalar, construir e expandir negócios, por meio de soluções robustas que rodam no ambiente online, sem necessidade de instalação (basta fazer o login online), além da possibilidade de acessar os dados remotamente. Contudo, não há qualquer tipo de controle sobre a infraestrutura baseada em nuvem utilizada para a solução.

Como saber qual é o melhor modelo para sua empresa?

Após compreender melhor as diferenças entre os modelos IaaS, PaaS e SaaS, você pode estar se perguntando: mas qual o melhor modelo de cloud computing para as necessidades da minha empresa?

A resposta é: depende. Cada situação poderá demandar o uso de uma das soluções e, ainda assim, você pode implementar os três modelos. Por exemplo, pode utilizar o PaaS a fim de criar uma solução que seja estratégica para a empresa e, ao mesmo tempo, utilizar um SaaS (como o Google Drive) para outras situações.

O importante é tornar essas decisões objetivas e claras, de acordo com as necessidades e demandas da sua organização, de forma estratégica. Analise, portanto, o que compensa mais: utilizar apenas a infraestrutura para uma determinada ação do negócio, criar uma solução em uma plataforma específica ou usar um software já existente e hospedado em nuvem?

Coloque todos os pontos na ponta do lápis e veja o que é mais vantajoso, com todos os prós e contras. Assim, conseguirá definir o que é mais adequado para a sua situação e terá melhores resultados.

Seja IaaS, Saas ou PaaS, o fato é: esses modelos de cloud computing são úteis para uma série de situações nas empresas. Implementá-los poderá trazer resultados altamente significativos no longo prazo.

Outro ponto importante que merece destaque em sua empresa e que passa pelo cloud computing são as rotinas de backup. Você sabe como implementá-las? Leia nosso artigo e tire suas dúvidas sobre o tema.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Receba conteúdos exclusivos da Aloo no seu e-mail!

Cadastre seu e-mail para receber nossos conteúdos exclusivamente.

Email registrado com sucesso

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.